Viageria explica: vai ter viagem SIM!

ilustração

Os últimos tempos tem sido de apertar os cintos no que diz respeito aos gastos, isso nenhum brasileiro pode negar, mesmo que não seja sua própria realidade. Esta é a realidade da maioria das pessoas e isso é indiscutível. Para quem planeja viagens internacionais, a coisa mudou totalmente de figura nos últimos tempos, o câmbio definitivamente não tem sido um aliado. Mas isso não é motivo para desistir das sonhadas férias e Viageria explica porque você vai viajar sim, e se gostar, vai viajar muito, mesmo com o câmbio mais alto. No final, não deixe de conferir o tópico extra pra quem não tem dinheiro no bolso e pensava que ficaria em casa nas férias. Vem com a gente:

1. Repense os destinos

Países com Moedas desvalorizadas: As moedas de muitos países também estão bastante desvalorizadas em relação ao dólar. É o caso de Tailândia, Vietnam, Colombia, Peru, Argentina, África do Sul, Namibia, Marrocos, Turquia, entre muitos outros.

Viaje pelo Brasil: A Amazônia é o xodó do Viageria e se você ainda não foi, está perdendo tempo. Nosso país coleciona lugares que muita gente deixa de conhecer por preferir sempre viajar para fora. Além do paraíso amazônico, temos Lençóis Maranhenses, Chapada Diamantina, Cidades históricas de Minas, Jalapão, Chapada dos Veadeiros, Serras Gaúchas, Pantanal. Sem contar que se você pode simplesmente pegar o carro e sumir por aí, dormindo cada dia numa praia diferente, e fazer uma Road trip no Nordeste, por exemplo. Se inspirou?

Europa Lado B: Para quem não abre mão da viagem à Europa, que tal diminuir o número de dias em Paris e passar mais tempo no leste europeu? Países como Croácia, República Tcheca, Polônia, Grécia, Romênia, Eslovênia, entre outros são LINDOS e muito mais baratos. Na Europa ‘ocidental’, cidades como Lisboa e Berlim se destacam entre as mais baratas.

tópico

2. Aproveite as promoções de passagens aéreas

Em tempos de crise o turismo é muito afetado e para não escorregar junto com a economia, as cias aéreas fazem cada vez mais promoções de passagens domésticas e internacionais. Veja como aproveitar de forma efetiva.

Organize-se: Crie um calendário de possíveis datas de viagem para os próximos meses. Coloque todos os feriados e suas possíveis datas de férias e deixe isso num lugar de fácil acesso. Seja no bloco de notas do celular, no email, no google drive ou na boa e velha agenda. O importante é acessar isso facilmente assim que sair uma promoção de passagem para algum lugar que lhe interessa. As promoções são sempre para datas específicas e por isso é importante você saber quando pode viajar ou não. Quando pintar uma promoção boa, você precisa comprar as passagens rapidamente pois a cia aérea não vai colocar inúmeros assentos promocionais nos voos e sim um volume bem limitado. Portanto, voe!

Fique ligado! Acompanhe blogs e sites de promoções. Os melhores são Melhores Destinos e Passagens Imperdíveis. Apesar da maioria das vezes eles repetirem as promoções, ambos se complementam e volta e meia algum posta uma promoção com bastante antecedência em relação ao outro, então fica difícil escolher qual é melhor. Siga-os de todas as formas que quiser: facebook, email (newsletter), instagram, twitter e principalmente: através do aplicativo de celular, que manda as promoções na hora que elas saem por push 🙂

capa2

3. Mude alguns hábitos

Evite a alta temporada. Prefira viajar entre Março e Junho ou entre Setembro e Janeiro. Na baixa temporada o preço dos hotéis é mais baixo. Para quem não consegue fazer isso, não desista, essa é apenas uma dica 🙂

Esqueça as compras! São elas as maiores vilãs no orçamento das viagens. Se seu objetivo é voltar cheio de histórias e experiências e não com a mala cheia de roupas novas e souvenirs, siga em frente.

Procure hotéis mais baratos, numa categoria inferior à que você costuma se hospedar. Está acostumado com 4 estrelas? Experimenta algum 3 estrelas dessa vez. Esta é a nova realidade: nossa moeda vale menos lá fora e é preciso se adaptar. Se você não quer abrir mão totalmente da boa vida, uma dica pode ser reservar o hotel “dos sonhos” somente para poucos dias no fim da viagem (isso vale para locais onde a hospedagem faz muita diferença, como em destinos de praia por exemplo). Acredite, quando os melhores dias de viagem são os últimos, toda a lembrança da experiência muda.

tópico

4. Planeje os gastos

Ferramentas que ajudam: Sites como o Numbeo e o Price of Travel são ótimos para estimar seus gastos na viagem. É possível calcular o custo médio de passeios e refeições por exemplo!

Sem dívidas: Tente quitar tudo o que for possível antes de viajar. Passagem, hotéis, compra de moeda e seguros. Viajar com tudo quitado previamente deixa os dias de passeio mais tranquilos e te permite controlar melhor os gastos durante a viagem.

Cartão, só pra emergências. Evite usar cartão de crédito na viagem. Você nunca sabe como o câmbio vai se comportar até o fechamento da fatura. Sem contar que ainda tem IOF!

5. Acumule Milhas!

A dica velha que vale sempre: use Cartão de Crédito no seu dia a dia, acumule milhas e voe praticamente de graça (você paga só pelas taxas de embarque). Isso é sério e muita gente ainda usa mais débito que crédito, sem saber o que está perdendo. Vale a pena aprender a centralizar os gastos no cartão de crédito para acumular muitas milhas! Além disso, volta e meia os programas de fidelidade fazem promoções com bônus na transferência de pontos, bem como bilhetes com custo mais baixo em milhas. Fique de olho!tópico

6. EXTRA! Falta de dinheiro não é desculpa.

Se seu problema financeiro é grave ou você ficou desempregado e mesmo assim não consegue imaginar sua vida sem viajar, a gente avisa que só tem uma coisa que pode te impedir de viajar: falta de tempo. Porque falta de dinheiro não é desculpa. Para provar que não estamos falando besteira, as provas:

Descubra o “Volunturismo”, viagens em que basicamente você troca estadia ou refeições por trabalho voluntário. Workaway é uma plataforma que reúne trabalhos voluntários em 130 países, incluindo Brasil. Tem de tudo: desde vaga como professor de inglês para crianças carentes em Búzios, no litoral do Rio de Janeiro, até assistente de marcenaria na indonesia. E a ONU também tem seu Programa de voluntariado internacional.

Voar de graça: Se você tiver paciência e muita força de vontade, pode até viajar pelo Brasil de graça em aviões da Força Aérea Brasileira

Hospedagem de graça: O Couchsurfing é o queridinho dos mochileiros no mundo todo. É como uma rede social de hospedagem, ideal para quem viaja com pouco dinheiro no bolso!

E aí, gostou das dicas? Compartilhe!

Confira nossa Galeria de viagens possíveis:

São Miguel dos Milagres, Alagoas: pousadas para todos os gostos e bolsos, peixe fresco na vila de pescadores.

São Miguel dos Milagres, Alagoas: pousadas para todos os gostos e bolsos, peixe fresco na vila de pescadores.

Chapada dos Veadeiros: de quebra, você pode conhecer Brasília, numa viagem só.

Chapada dos Veadeiros: de quebra, você pode conhecer Brasília, numa viagem só.

Portugal: refeições completas por menos de 10 Euros. Na foto, Sintra.

Portugal: refeições completas por menos de 10 Euros. Na foto, Sintra.

Istambul: linda, com preços para a gradar a todos os bolsos.

Istambul: linda, com preços para agradar a todos os bolsos.

O lindo centro de Cracóvia, na Polônia: um dos países mais baratos da Europa.

O lindo centro de Cracóvia, na Polônia: um dos países mais baratos da Europa.

Dead Vlei, no deserto Namibiano: moeda desvalorizada, como a nossa.

Dead Vlei, no deserto Namibiano: moeda desvalorizada, como a nossa.

Berlim: uma das capitais mais baratas da Europa.

Berlim: uma das capitais mais baratas da Europa.

Cidade do Cabo: numa promoção do Tam Fidelidade, conseguimos ida e volta para África por 50 Mil pontos.

Cidade do Cabo: numa promoção do Tam Fidelidade, conseguimos ida e volta para África por 50 Mil pontos em Outubro/2015.

Ponta do Cururu: por do Sol inesquecível na amazônia.

Ponta do Cururu: por do Sol inesquecível na amazônia.

Viageria